13 de abr de 2015

Discografia Comentada : Iced Earth (1988-2014) - Parte 2


A jornada do Iced Earth parecia inabalável até Jon Schaffer auditar as contas da banda e perceber que apesar do bom resultado dos dois primeiros álbuns o dinheiro era curto, e os músicos mal conseguiam pagar suas contas, como líder de personalidade forte que é, travou uma batalha com a Century Media para renegociar um longo contrato.

O processo foi longo e espinhoso, mas deu resultado, até que em 1994 com a chegada de Matthew Barlow assumindo os vocais, Jon, conseguiu colocar as coisas nos eixos e preparar o  terceiro álbum de estúdio.

A estréia de Matthew Barlow se deu em um período transitório na carreira do Iced Earth, todo o clima pesado entre banda e gravadora se traduziu em um disco sombrio e pesado, e por estar entre dois discos dos mais aclamados do conjunto (Night Of The Stormrider e The Dark Saga) Bunt Offerings ficou um pouco esquecido.








Brunt Offerings (1995)





Os arranjos são mais complexos que os discos anteriores e os vocais de Barlow adicionaram uma nova dinâmica à banda, sua voz mais grave e moderadamente rouca, aumentou a dramaticidade e a força das composições, entretanto a mixagem abafada tirou muito do brilho das músicas, com pouco ênfase aos agudos, soando demasiadamente grave e até embolado em alguns momentos.

Com um grande frontman, Schaffer, Shawver e Abell focaram em soar mais densos e pesados, trazendo ainda melodias marcantes, em Brunt Offerings o conjunto falou mais alto, mesmo tendo Jon Schaffer como principal compositor, todos na banda, com exceção do baterista Rodney Beasley, ajudaram nas composições.

A música Brunt Offerings abre o disco mostrando a nova cara do Iced Earth, que mesmo conservando a essência dos trabalhos anteriores, tem uma dose extra de peso e grandes arranjos de vozes, além das alternâncias de andamentos.

A introdução acústica de Last December ganha brilho com a voz bem postada de Barlow que é acompanhada por um belo riff, especialidade da casa, Diary começa arrastada e sombria, com um grande eco no baixo de Dave Abell que abre o espaço para o pedal duplo de Rodney Beasley e para as guitarras de Schaffer e Shawver.

Brainwashed é uma das melhores músicas do trabalho, seguindo a linha da complexidade aliada ao peso e a perfomance enfurecida de Barlow que se destaca nos momentos lentos e pesados, Burning Oasis tem um arranjo interessante e pouco convencional  e Creator Failure é bem pesadamas ficaram um pouco esquecidas mas passam longe de serem músicas ruins. 

The Pierced Spirit é uma introdução acústica excelente para o épico Dante's Inferno, um épico de dezesseis minutos recheada de alternâncias, uma das musicas mais aclamadas do Iced Earth, sendo tocada até hoje para a felicidade dos fiéis seguidores da banda de Jon Schaffer.

Ouça no Sopitfy




A Banda

Jon Schaffer (Guitarra e vocal)
Matthew Barlow (Vocal)
Randy Shawver (Guitarra)
Dave Abel (Baixo)
Rodney Beasley  (Bateria)


Compensando o hiato de 4 anos entre Night Of Stormrider e Brunt Offerings, o Iced Earth lança The Dark Saga em 1996, este projetou  o Iced Earth para o mundo e consagrou Jon Schaffer como compositor e Matthew Barlow como vocalista.



The Dark Saga (1996)





The Dark Saga foi um disco muito bem pensado. é um trabalho conceitual que aborda os primeiros arcos do personagem de quadrinhos Spawn*, criado por Todd McFarlene, um dos fundadores da Image Comics. O momento ainda era efervescente e a personagem era um gigante de vendagem, seja em revistas ou  como em action figures e séries televisivas (essa com menos sucesso).

Contando com Matthew Barlow como principal parceiro, amparado por Randy Shawver e Dave Abell, Jon Schaffer tinha um núcleo estabilizado que musicalmente respirava as nuances do Iced Earth.

Em termos sonoros The Dark Saga é mais emocional e menos voltado a velocidade, apesar de ter suas pancadas aqui e ali, Schaffer sabendo da qualidade de Barlow deu um maior ênfase as melodias vocais e a dramaticidade das músicas.

Dark Saga  vai crescendo junto com o misto de angústia e fúria, I Died For You é uma balada dramática com belas guitarras da dupla Schaffer/ Shawver e uma das performances mais emocionantes de Matt Barlow, um clássico.

As músicas acompanham bem o curso da história e Violate é uma pedrada Thrash Metal recheado de pedais duplos, que narra a chegada do bizarro e carismático vilão Violator, enquanto The Hunter é um hino do Iced Earth, refrão impecável e uma levada empolgante que levanta multidões, graças a intro de bateria matadora de Mike Prator (músico de estúdio convidado para gravar o disco)

Narrando a ascenção e decadência do protagonista Al Simmons, o petardo vai ficando mais dramático e obscuro, a trinca matadora The Last laugh, Depths Of Hell e Vengeance is Mine simboliza muito bem a amarração fiel entre conceito/letras/música.

Na parte final do álbum intitulada de The Suffering mais três músicas encerram o trabalho de forma impecável, a cadenciada e agonizante Scarred tem um som de baixo pesado combinado com os vocais graves de Barlow, Slave To The Dark remete ao Metal Tradicional de Night Of Stormrider com duetos das guitarras e solos alucinantes. Para fechar, A Question of Heaven é outro clássico inesquecível, épica e dramática elevou o som do Iced Earth a um novo patamar, e Matthew Barlow foi o ponto chave graças a seu talento, inspiração e qualidade técnica.

Jon Schaffer é um grande fã de quadrinhos e uniu isso ao Heavy Metal, o conceito combinava muito com a sonoridade sombria pesada e angustiante do Iced Earth, que  munidos de excelentes composições em mãos,  atingiram um resultado espetacular.

Ouça no Spotify



A Banda

Jon Schaffer (Guitarra e vocal)
Matthew Barlow (Vocal)
Randy Shawver (Guitarra)
Dave Abel (Baixo)
Mike Prator  (Bateria)

Com um grande disco e crescendo dentro do Heavy Metal o Iced Earth estava consolidando sua carreira rumo ao topo da cena, e em alguns anos poderia alcançar patamares meanstream.


Days Of Purgatory (1997)




Aproveitando o bom momento foi lançada a compilação Days Of Purgatory, que consiste em remixagens e regravações de clássicos dos 3 primeiros discos do Iced Earth com Matthew Barlow nos vocais,  vale ressaltar que dois membros importantes na história do Iced Earth debutam nessa coletânea, o baixista James McDonough e o Baterista Brent Smedley que também participam das gravações.

O guitarrista Randy Shawver deixa a banda por divergências musicais, uma mudança que foi importante uma vez que ele era um dos principais parceiros de Jon Schaffer nas composições.

Clique aqui para acessar as informações e créditos do da coletânea 


Ouça no Spotify




Com mudanças no front, mas em uma grande fase, Jon Schaffer e Matt Barlow se prepararam para registrar o próximo disco, o maior clássico de toda carreira do Iced Earth, Something Wicked This Way Comes, mas como toda a banda, depois do auge vieram tempos não tão brilhantes, mas isso fica para próxima parte!

Até lá!!


Postar um comentário