26 de jun de 2014

Rival Sons - Great Western Valkyrie




Nota : 8,5

O Rival Sons é uma grata surpresa no cenário do rock atual, o quarteto de Los Angeles tem uma proposta calcada no Hard Rock setentista recheada de citações a grandes nomes do estilo como Led Zeppelin e Grand Funk Railroad, e com quatro discos na carreira já desfrutam de boa popularidade e uma boa dose de expectativas a cada lançamento.

Após o excelente Head Down (2012) a responsabilidade aumentou e a missão de superar o petardo é bem complicada, mesmo não sendo superior ao registro citado, Great Western Valkyrie é um grande disco de Hard Rock.

A musicalidade insinuante continua presente nos grandes riffs de Scott Holiday e nas vocalizações potentes de Jay Buchanan, que são os protagonistas da banda, apesar do trabalho fantástico da cozinha formada por Mike Miley nas baquetas e Dave Beste no baixo que substituiu o excelente Robin Evenhart.

Em termos de estilo, Great Western Valkyrie é menos 'hard"e mais rock, se aproximando do debut Rival Sons de 2009 e isso é bem vindo pois traz um toque de diversidade dentro do universo sonoro dos caras.

A abertura com a explosiva Electric Man traz a tona o Hard Rock clássico com guitarras ríspidas de Scott Holiday que capricha em um grande riff em uma música simples e contagiante.

Caminhando por ondas mais anos 60, Good Luck é bem mais rock do que hard (como citei lá em cima), os vocais bem postados de Buchanan levantam o astral, no inicio de Secret ouvimos ecos do Deep Purple nos riffs alá Blackmore e na cozinha jazziastica, aliás a versatilidade de Mike Miley nas baquetas é um show a parte.

Falando em bateria, não tem como não gostar de Play The Fool e sua batida pulsante e viradas que remetem ao mestre John Boham,do timbre até a configuração do kit, Miley faz reverência ao maior baterista do Rock. O show a parte de Good Things vale o álbum, música diferente do habitual, mergulhada em bons teclados e guiada pelo baixo de Dave Beste, as melodias vocais grudam rápido na cabeça.

A Zeppeliana Open My Eyes é um deleite aos fãs de guitarras, impossível não citar Jimmy Page, principalmente nas incursões acústicas no refrão, e é aqui que encontramos o melhor solo de Scott Holiday. 

Mesmo com grandes canções, temos momentos mais mornos como a mediana Rich And Poor, que não empolga por completo, Belle Star aumenta  a carga de adrenalina puxada pelas batidas implacáveis de  Mike Miley.

A balada bluseira Where I've Been coloca a dupla Buchanan e Holliday em destaque com a boa dobradinha de guitarras em todos os cantos da mixagem e a potente voz de Jay, um dos melhores nomes da nova geração. A épica Destination On Course leva o título de melhor faixa do disco, assim como em Head Down, que tinha em sua faixa épica seu grande momento, vocais certeiros, e um inicio de balada que explode em um solo de guitarra fantástico. 

Em suma, Head Down continua como a referência na carreira do Rival Sons, entretanto Great Western Valkyrie é uma continuação digna para uma carreira que já deixou de ser promissora e virou realidade. Recomendo!


Open My Eyes



Great Western Valkyrie (2014)


  1. Electric Man
  2. Good Luck
  3. Secret
  4. Play The Fool
  5. Good Things
  6. Open My Eyes
  7. Rich and Poor
  8. Belle Star
  9. Where I've Been
  10. Destination On Course

A Banda

Jay Buchanan (Vocais)
Scott Holiday (Guitarra)
Mike Miley (Bateria)
Dave Beste (Baixo)


22 de jun de 2014

UFC 174 - Demetrious Johnson dominante



Demetrious Johnson vem escrevendo seu nome na história do MMA, em uma categoria pouco festejada o peso mosca vem enfileirando desafiantes e sem alarde vai construindo um legado muito interessante para os lutadores mais leves do evento.

O americano enfrentou o russo Ali Bagautinov, um lutador forte e explosivo que poderia complicar com um jogo de quedas muito eficiente, mas ao longo dos cinco rounds o campeão se impôs, mesmo em uma luta que não foi fácil, Johnson mostrou que seu jogo completo faz diferença.

Ao ser decretado vencedor, Johnson crava sua quarta defesa de cinturão e espera adversários em uma categoria que ele praticamente varreu seus oponentes.

Pé na lata!




No co main event o canadense Rory Macdonald dominoy Tyron Woodley nos três rounds de maneira convincente, anulando a potência do americano no primeiro round e colocando bons golpes e conseguindo quedar seu adversário. Rory volta a pleitear uma luta pelo cinturão dos meio médios.
Rory usando bem seu Jab

Ainda tivemos mais uma atuação decepcionante de Rafael Feijão que foi dominando por Ryan Bader em uma luta tática na qual o americano usou bem suas quedas para neutralizar e cansar Feijão.
Bader usou bem seu Wrestling



Já entre os pesos pesados, Andrei Arloviski ex-campeão do UFC voltou ao evento contra Brendan Schaub, em uma luta morna mas bem equilibrada, Arloviski venceu na decisão dividida, o combate poderia ter ido para qualquer um, Arloviski estragou o rosto do Schaub que dominou a luta no final colocando o Bielo-Russo de costas no chão.

Schaub com o rosto avariado!


Resultado dos palpites UFC 174: 2 Acertos(Demetrious Johnson e Ryan Bader) e 3 Erros (Andrei Arloviski, Onvince St Preux e Rory Macdonald)
Placar Geral 51 acertos 29 Erros = 63,7% de Acerto

13 de jun de 2014

Palpites UFC 174 - Johnson x Bagautinov





Mais um evento do UFC marcando território, desta vez o palco é o Canadá, o segundo maior mercado  do maior evento de MMA do mundo vai assistir a disputa do cinturão dos pesos moscas, Demetrious Johnson defende seu cinturão mais uma vez contra Ali Bagautinov, mais um russo marcando presença em disputas de card principal.

Fiquei devendo o resultado atualizado dos dois últimos eventos, devido a falta de tempo dos últimos dias acabei atrasando as postagens, e como semana que vem teremos mais eventos, colocarei hoje os resultados dos palpites das edições passadas.


Resultado dos palpites TUF Brasil 3 Finale: 3 Acertos (Demian Maia, Warlley Alves e Stipe Miocic) 2 Erros (Antonio Carlos "Cara de Sapato" e Robbie Peralta)

Resultado dos palpites Ultimate Fight Night 42: 4 Acertos(Piotr Hallman, Rafael Dos Anjos, John Dodson e Ben Henderson) e 2 Erros ( Bryan Caraway e Diego Sanchez)
Placar Geral 49 acertos 26 Erros = 65,6% de Acerto



Agora os Palpites do Card principal


Ovince Saint Preux (15-5) vs. Ryan Jimmo (19-3) => Palpite: Ryan Jimmo vence.

Andrei Arlovski (21-10, 1 NC) vs. Brendan Schaub (10-3)=> Palpite: Schaub vence.

Ryan Bader (16-4) vs. Rafael “Feijao” Cavalcante (12-4, 1 NC) => Palpite: Ryan Bader vence.

Rory MacDonald (16-2) vs. Tyron Woodley (13-2) => Palpite: Tyron Woodley

Demetrious Johnson (19-2-1) vs. Ali Bagautinov (13-2) => Palpite: Demetrious Johnson vence.


6 de jun de 2014

Palpites UFC Fight Night 42 - Henderson x Khabilov





O UFC  continua com ritmo alucinante, depois de Alemanha e Brasil no mesmo fim de semana, o maior evento de MMA do mundo volta aos Estados Unidos colocando o ex campeão dos pesos leves, Ben Henderson contra o russo Rustam Khabilov. Os lutadores russos vem em franca ascensão e já mostram ser a terceira força do MMA mundial, e o Brasil passando por um momento de transição pode assistir os russos desbancando como segunda força.

O lado bom disso? Vai forçar nossos atletas a evoluir mais uma vez, como aconteceu no fim dos anos 90 quando os wrestlers americanos e samboistas russos dominaram os eventos de vale tudo, até que uma geração de campeões como Vitor Belfort, Minotauro, Wanderlei Silva, Carlão Barreto e tantos outros assombraram o mundo e mostram a supremacia brasileira.

Vamos esperar, como sempre vamos aos palpites do card principal.

Vale  lembrar que os resultados do último TUF Brasil Finale 3 e do UFN 42 serão computados juntos na próxima semana.




Erik Perez (14-5) vs. Bryan Caraway (18-6) => Perez vence.

Yves Edwards (42-20-1, 1 NC) vs. Piotr Hallmann (14-2) => Hallman vence.

Rafael dos Anjos (20-7) vs. Jason High (18-4)=> Rafael Dos Anjos vence.

John Dodson (15-6) vs. John Moraga (14-2)=> Dodson vence.

Diego Sanchez (24-7) vs. Ross Pearson (15-6, 1 NC) => Pearson vence.

Benson Henderson (20-3) vs. Rustam Khabilov (17-1)=> Henderson vence.